Vertigem

debate81ralo3-poema

Aconteceu
durante
a
madrugada.
Li
a
matéria
e,

então,
percebi
a
extensão
da
tragédia…
A
poesia
estava
morta…

Morreu
de
morte
matada.

Foi
solenemente
ultrapassada,
porque
era
disforme, –
não
se
parecia
com
um
poema -,
dizia
o
que
não
devia,
e rimava
fora
de
hora.

Esqueça
a
Marcha
Fúnebre,
porque
essa
tal
falecida
é
por
demais
brejeira
para
tanta
pompa.

Ela
escolheria
um
som
que
tivesse
a
sua
cara, –
um
chorinho,
um
samba,
uma
bossa
nova
com
inho,
um
batuque
na
caixa
de
fósforos…

Em
mais
um
dentre
tantos
velórios,
lembre-se
da
cachaça,
da
cerveja
e
da
saideira.
E
pague
algumas
carpideiras, –
que
alguém
precisa
chorar
nesta
festa
derradeira.

Aquém
da
censura,
e
com
o
perdão
da
loucura,…
antes
morta
que
desaparecida!

Não
se
faça
de
rogado;
entre
neste
cortejo.
Mas,
se

estiver
mamado
e
não
der
pra
fazer
o
quatro,
fique
bem
enfileirado.
Não

sair
da
formação
como
estas
minhas
palavrinhas, –
umas
gordas,
outras
magrinhas,
que
finada
e

santinha,
toda
poesia
merece
alguma
homenagem,
inclusive
a
minha…

Um,
dois…
Um,
dois…
Um,
dois…
Ela
era
uma
parada!…
que
tentou,
mas
jamais
marchou
adiante
de
todas
as
forças…

E
o
texto
agora
está
assim, –
de
tão
vertical,
esquelético…
Despoetizou-se
num
desabar
sem
fim…
Um
cavar
o
poço…
Um
desequilibrar-se…
Um
preparar
a
cova…
no
despencar
vertiginoso
até
o
buraco
da
desova.

Sinal
dos
tempos?…

E
você
aí,
assim,
também
tonto,
desestruturado,
por
mim
torturado…

Não
deve
ser
mesmo
fácil
despencar
comigo
deste
precipício
de
tristezas…

Morta
a
poesia,
tudo
que
um
texto
pode
oferecer
é
este
escorrer
solidário
com
as
lágrimas
de
alguém
que
sempre
a
amou.

E
ainda
que
não
lhe
seja
possível
entender
do
que
falo,
não
deixe
que
estes
pensamentos,
meus
fluídos
sentimentos,
escorram
através
de
um
ralo…

ju rigoni (Anos 80)

Imagem obtida Aqui

Visite também  Fundo de Mim II,   DormentesMedo de Avião.

Anúncios
  1. 10/12/2008 às 1:10

    Adorei o seu blog.
    Gosto de poesia.

    bjs.

    JU Gioli

  2. 10/12/2008 às 2:52

    Adorei tua poesia vertical, escorregadia, esquelética. Tua poesia não morrerá nunca, pois até na morte ela consegue ser expressiva o suficiente para nos tocar. O poema é de 1980, que bom que tua inspiração sobreviveu ao ralo… Acho que todos nós, em alguma etapa da nossa vida, precisamos deixar alguns pensamentos escorrerem pelo ele. Beijos.

  3. 10/12/2008 às 14:19

    maravilhoso jogo de palavras como sempre! particularmente amei o ultimo paragrafo, se não for capaz de entender deixe descer pelo ralo… bjus

  4. 10/12/2008 às 16:33

    JU Rigoni,
    obrigado pelo link e inté ++++++,

    JU Gioli

  5. 10/12/2008 às 23:27

    Ju rigoni,
    te encontrei na Ju gioli.
    Adorei sua poesia! Seu blog. E foi um feliz encontro este de JU JU!

  6. 11/12/2008 às 19:28

    Olá

    Adorei o post,seu blog é mto bom,hj li melhor tds os textos e adorei,parabéns!!!

    Tem novidade la no blog se puder da uma passadinha lah.

    Bjus.

  7. 12/12/2008 às 2:38

    Ju,

    obrigado pela visita, comentários e principalmente pelo link, que estou retribuindo!
    Voltarei sempre!

    bjs

  8. 12/12/2008 às 2:46

    Ju,

    fui conhecer o blog da sua filha ( linda), e ao ver a bandeira brasileira me lembrei de CONVIDA-LAS a participar da próxima tertulia Virtual, dia 15, quando o tema será: BRASIL. Mais detalhes :

    http://tervirtual.blogspot.com/

    Gostaria que voçês participassem!

  9. 01/01/2009 às 22:19

    Parabéns pelo blog, dei maior valor aos posts… notei que além dos ótimos textos todo post é acompanhado com uma foto muito bem escolhida, bem legal isto, e que continue postando em 2009.

  10. Potranca
    11/04/2009 às 16:38

    Uma criatividade adimiravel.
    Conquista com o mistério que vem a seguir de cada
    palavra,fiquei compemetrada até i derradeiro final que como diz comomeçou derradeiro

    Potranca

  1. 16/12/2008 às 11:03

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: