Início > Comportamento, Poesia, Reflexão > De(s)feito…

De(s)feito…

.

Escrever-lhe ou não?…
Não sei como
interpretaria minhas palavras…
Está triste.
Experimenta o amargo
da rejeição.

Talvez, procure e encontre
em minhas entrelinhas
o que não existe…

O ser humano é estranho…
Sob o véu da depressão
só consegue ver, perceber,
ouvir, acreditar… no não.

Escrever,… não escrever…
Mas, talvez, – quem sabe? –
as letras ergam-no da cadeira,
e o conduzam a inúmeras portas
que abrir-se-ão
como as flores à luz…

Na adrenalina da indecisão,
faz-se em mim
o milagre do sim.

E minhas palavras correm…
(bilhete de loteria?)
na contramão do tempo
ao encontro do coração ferido.

Foram-se.

Contudo,… nelas ainda penso.
Como e em que dose
ele há de bebê-las?
Remédio ou veneno?…

Mas já não há lugar
para arrependimento…

ju rigoni
(1998)

Visite também  Fundo de Mim IIDormentes.

Anúncios
  1. Eloah Borda
    14/11/2009 às 19:40

    Oi, sem delongas porque o tempo corre, li, gostei, como sempre, li mais dois anteriores, mas, tendo que optar por ler ou comentar, prefiro ler – hehe!´Té mais.
    Beijinsss.
    Eloah

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: